9 de mai de 2010







“Alguém disse …
… que um filho está no ventre durante nove meses; esse alguém não sabe que um filho está no coração por toda a vida.

… que seis semanas depois de se dar à luz se volta à normalidade; esse alguém não sabe que depois de se dar à luz não existe normalidade.

… que se aprende a ser mãe instintivamente; esse alguém nunca foi às compras com uma criança de três anos.

… que ‘bons pais’ fazem ‘bons filhos’; esse alguém pensa que as crianças vêm com manual de instruções e garantia.

… que as ‘boas’ mães nunca gritam; esse alguém nunca viu o filho quebrar a janela do vizinho com a bola.

… que não é necessário uma boa educação para se ser mãe; esse alguém nunca ajudou o filho a estudar matemática.

… que não se pode amar o quinto filho como o primeiro; esse alguém não teve cinco filhos.

… que não se pode encontrar nos livros todas as respostas às perguntas sobre como criar filhos; esse alguém nunca teve um filho que colocou um feijão no nariz.

… que o mais difícil de se ser mãe é o parto; esse alguém nunca deixou o filho no primeiro dia de creche.

… que uma mãe pode fazer o seu trabalho com os olhos fechados e uma mão atada atrás das costas; esse alguém nunca organizou uma festa de aniversário para a sua filha.
 … que uma mãe pode deixar de se preocupar com os filhos qundo se casam; esse alguém não sabe que o casamento agrega genros e noras ao coração de uma mãe.


… que o trabalho de uma mãe termina quando o último filho sai de casa; esse alguém não tem netos.

… que uma mãe sabe que o seu filho a ama, por isso não é necessário dizer-lhe; esse alguém não é mãe.

… que uma mãe não necessita da compreensão e do ‘eu gosto muito de ti’ de um filho; esse alguém não é filho.”




Este texto é dedicado à minha mãe Elizabeth que amo tanto a quem devo tudo que sou e tenho, à minha sogra Nadyr minha 2ª mãezinha, à Roseliana (mãe da Melissa (minha norinha) e que há 1 ano e meio tb é 2ª mãe do meu filho Guzz, a quem agradeço todo carinho que dedica a ele), à Maristela (minha prima, minha irmã, minha anjinha), à Angélica e Mari (minhas cunhadas e minhas irmãzinhas), às minhas colegas de trabalho e irmãzinhas da igreja, às mamães gerryanas e suas mamães e a todos meus amigos que muitas vezes são pais e mães...FELIZ DIA DAS MÃES COM AS BENÇÃOS DE DEUS E EM TODOS OS OUTROS DIAS QUE TAMBÉM SÃO MUITO SEUS...Beijinhos...Cindy



Um comentário:

Mê Fornazari. disse...

Muito obrigada Ci, que Deus abençoe você e sua familia, SEMPRE! e Feliz dia das mães para você também que é como uma 2ª mãe pra mim.
Beijos ♥